A advocacia é agente de transformação social”, diz Lamachia em palestra para estudantes de Passo Fundo

Compartilhe

Passo Fundo (RS) – Foi com o Salão de Atos da Faculdade de Direito da Universidade de Passo Fundo (UPF) lotado que o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, não só palestrou sobre o “O compromisso da OAB com a democracia”, para mais de 300 acadêmicos de Direito e comunidade local, como também foi homenageado pela Universidade na noite desta quinta-feira (16).

O presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, que acompanhou o presidente nacional na solenidade, ressaltou a significância do ato prestado pela Universidade: “ Foi a partir de 2007, que a história de 85 anos de Ordem foi reconstruída. Ele vem desenvolvendo um trabalho nacionalmente de muita luta pela manutenção da democracia e pela segurança jurídica do nosso País. Agradeço toda a dedicação que ainda tem dado para nossa seccional e para as 106 subseções”, reforçou.

Na solenidade, o reitor da UPF, José Carles de Souza, entregou a medalha Universidade de Passo Fundo ao dirigente nacional da OAB. Há 60 anos, a UPF concede a honraria a personalidades gaúchas que se destacaram nacionalmente por trabalhos prestados à sociedade. Somente 10 pessoas já receberam a distinção durante esses anos.

No seu discurso, Souza relembrou momentos em que trabalhou com Lamachia e também destacou ações realizadas pela OAB: “A sua voz é ouvida, tens o comprometimento de gestor e és exemplo destacado contra a corrupção. Fatos esses que alimentam os noticiários, têm recebido o repúdio da CFOAB, que se posiciona como importante porta voz da sociedade brasileira, e que tem marcado o seu espaço na transparência e no estado democrático de direito. Vamos homenagear não somente o cidadão Claudio Lamachia, mas destacar o homem público que é referência na luta pelas causas da advocacia e da sociedade brasileira.

O diretor da Faculdade de Direito, Rogério Souza, acrescentou que “é com grande orgulho que recebemos o presidente nacional da OAB na nossa Faculdade e que auferimos o selo de qualidade da instituição. Estamos honrados com a sua presença”.

O presidente da subseção de Passo Fundo, Luciano Migliavacca, reforçou a importância da homenagem dada ao dirigente nacional: “É um privilégio ter um gaúcho na presidência da OAB nacional, e nada mais prazeroso do que fazer esta homenagem aqui em Passo Fundo, endossada na brilhante Faculdade UPF”.

De olhos atentos, os acadêmicos de Direito prestavam a atenção nas palavras e nas reflexões explanadas pelo dirigente da OAB nacional. Lamachia falou aos jovens passo fundenses sobre as vitórias fundamentais do CFOAB e do início da sua gestão, em fevereiro de 2016. Ele também exclamou sobre o momento difícil que o País atravessa e enfatizou o papel do advogado nesse cenário.

“Vivemos um momento de maior turbulência da história da nossa instituição, penso que desde a ditadura militar não vivíamos momentos tão difíceis. O que vemos hoje é um País dividido. Nesse contexto a advocacia é agente de transformação social, e o artigo 133 afirma a nossa função. A OAB tem cumprido, sim o seu papel”, enfatizou Lamachia, ao lembrar sobre o pedido de afastamento e cassação do deputado Eduardo Cunha; o pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef e do presidente Michel Temer”.

Lamachia produziu reflexões e conscientização aos estudantes presentes, falando sobre o que tem acontecido no Brasil: “Moral não tem lado, tem princípios, e nós precisamos olhar para o que tem acontecido neste campo. Precisamos de um combate implacável e precisamos fazer isso de acordo com os termos da Lei. Não há democracia sem política, não há política sem políticos, o que nós precisamos é de homens públicos responsáveis que hajam de maneira que representem o voto que cada um recebeu.  A maior arma que nós temos contra a corrupção é o poder e o respeito da Lei. A dicotomia posta entre direita e esquerda não nos levará a lugar algum. Justiça é nos termos da Lei, seja para quem for”, afirmou.

O dirigente do CFOAB concluiu a sua fala, ressaltando o poder do voto dos brasileiros: “Nós temos a obrigação de transformar o Brasil, e não acredito em retrocesso, acredito que estamos formando uma nova nação. A solução está na responsabilidade que cada eleitor tem”.

Também estavam presentes o vice-presidente da OAB/RS, Luiz Eduardo Amaro Pellizzer; o conselheiro seccional Alexandre Gehlen e as ex-presidentes da subseção, Cinara Tedesco e Patrícia Alovisi.

Ascom OAB-RS
Vanessa Schneider
Jornalista MTB 17654

Fonte: Conselho Federal

Compartilhe